Brasil reafirma liderança na Cúpula do Clima

09 Nov 2016
1453 vezes

A liderança brasileira na agenda ambiental será reforçada perante a comunidade internacional. O governo federal inaugurou nesta terça-feira (08/11) o Espaço Brasil na 22ª Conferência das Partes (COP 22) sobre mudança do clima, que ocorre até o fim da próxima semana em Marrakech, no Marrocos. A área é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente (MMA) em parceria com o Ministério das Relações Exteriores, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e a Agência Nacional de Águas. 

As medidas já em curso para o alcance das metas brasileiras estarão entre os principais assuntos que serão abordados no espaço. O diretor de Mudanças Climáticas do MMA, Adriano Santhiago, destacou ações como o combate ao desmatamento na Amazônia e a promoção do desenvolvimento sustentável em território brasileiro. “Há muitas ações também em setores como adaptação à mudança do clima e meios de implementação”, acrescentou.
 
A geração de energia limpa no país também está na pauta das discussões encabeçadas pelo País. “O Brasil se orgulha de sua matriz energética extremamente renovável”, declarou o subsecretário-geral de Meio Ambiente do Itamaraty, embaixador José Antonio Marcondes de Carvalho. Segundo ele, o incentivo às ações relacionadas ao setor de mudança do uso da terra e o incentivo a uma agricultura de baixo carbono também são temas importantes que serão divulgados para a comunidade internacional.

 

Fonte:
Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA)
Avalie este item
(0 votos)
comunicação

Departamento de Comunicação da SoS Sertão.

Website.: www.themewinter.com

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Fique por dentro das últimas informações sobre a SoS Sertão assinado o Boletim Informativo.

Publicações

Perguntas e Respostas sobre RPPN

Perguntas e Respostas sobre Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN).

Caminho das Pedras

Caminho das Pedras: Manual de acesso às fontes de recursos públicos nacionais para proprietários de RPPN